Brincos, Colares e a democracia

Escrito por Yuri (07)

O episódio da “conversa” com os meninos do Brinco hoje me suscitou algumas questões que acho relevantes serem pensadas e, claro, discutidas. Chego na Psico durante a “conversa” e cena que vejo é essa: a massa envolvendo três meninos durante uma espécie de tribunal popular. Não quero, aqui, debruçar-me sobre o conteúdo do texto deles: é bobo mesmo, sem graça e de mal gosto. Nada de novo até aqui.

O que acho importante colocar na roda é a maneira que a questão foi conduzida por nós. O preconceito já existe, é anterior ao texto e, ao que tudo indica, vai continuar existindo. Minha opinião é que, para atuar sobre o preconceito, não podemos negá-lo ou pensar que ele não deveria existir. Simplesmente porque é ineficaz. O pior da ideia de que algo não deveria existir (no momento em que existe) é que passamos a achar que ela constitui um absurdo. As consequências disso são o vimos nessa conversa: lágrimas, revolta, discursos inflamados. Não se trata, de maneira alguma, defender a obra desses meninos. Mas que, tratar as questões a partir dessa comoção coletiva é perigoso, danoso e ruim para qualquer espécie de encontro público-político. Continuar lendo

Semana do dia 28 de novembro – Algumas atividades na Psico

Segunda (28/11)

9h – “Ilusão, Destrutividade e Política” Aula Pública com Prof. Daniel Kupermann  [na praça-do-apego]

14h – Pré-conversa (?) sobre “As novas formas de ação política pela democracia” [na praça-do-apego]

Texto sugerido 1 (pelos organizadores Yuri Azeredo, Renata Ribeirão e Pati Leite): http://www.pstu.org.br/juventude_materia.asp?id=13635&ida=35

Texto sugerido 2 (pelo Betão): http://boitempoeditorial.wordpress.com/2011/10/11/a-tinta-vermelha-discurso-de-slavoj-zizek-aos-manifestantes-do-movimento-occupy-wall-street/

Site da acampada (exemplo sobre o tema) no Brasil: http://15osp.org/

Continuar lendo

Súmula fenomenológica da reunião com o pessoal do CAOC (“relatoria resumida”)

Pessoal… Eu e o Kim Anker (11) colamos lá no CAOC –  O CA da Medicina-Pinheiros  –  para ver qual era a boa da discussão entre CAs que eles chamaram

Presentes estavam Medicina, FEA, FOFITO e GPP(EACH).

Nenhum desses cursos está em greve, mas têm rolado discussões sobre segurança em todos eles. A Med está fazendo um plebescito com várias questões de sim-ou-não para saber qual a “pegada” dos seus alunos, ele parece, até onde falaram, com um outro que a FEA fez. Continuar lendo

A Carta Única – Sobre a assembleia da Psico do dia 16/11

Pilulamento: A assembleia tinha como pautas (a) apreciar aquilo que a assembleia geral dos estudantes da USP decidiu — ou seja: greve — e (b) ouvir e dar um encaminhamento à carta-síntese das discussões da Psico elaborada pela “comissão da carta” que se voluntariou no dia 11. O primeiro tema foi debatido em menor escala, e a assembleia em muito foi atravessada por novas temáticas. Por fim, a carta foi encaminhada [vê-la ao final desse post] e outra assembleia foi marcada para a sexta-feira dia 18, mas essa assembleia não aconteceu.

por Thiago “Betãosky” (10)

Continuar lendo

Informativo: 3 eventos sobre o que se passa na USP (greves, discussão de segurança e afins)

I) Reunião com o CA da Med (CAOC)
Caros Centros Acadêmicos (CAs) e DCE-Livre da USP,

O Centro Acadêmico Oswaldo Cruz (CAOC), entidade máxima de representação dos estudantes de medicina da FMUSP, vem por meio deste e-mail fazer um convite aos CAs  e ao DCE-Livre da USP para discutirmos as questões referentes à segurança no Campus da USP e as últimas repercussões dos acontecimentos recentes na Cidade Universitária. Continuar lendo